Pages

quinta-feira, 23 de abril de 2009

Mais Do Que Saudade


Meus passos não seguem mais os teus
Cadê teu sorriso
Teu cheiro
Teu olhar despeço
Teu abraço e teu calor?

Pensei que sempre caminharíamos juntos
Paralelamente unidos por nossos universos
Firmes a cada passo

Mas tua sombra desapareceu lentamente
Tuas pegadas foram esquecidas pelo chão
Largastes a minha mão e agora a ausência me acompanha no teu lugar
Sem dar adeus você partiu e sem querer dei boas vindas a saudade

Meus olhos ao olharem para trás se enchem de um frio vazio
Não sei quantos serão os meus passos sem ti
Se eles serão firmes como aqueles ao teu lado


Agora só a tua lembrança encurta a distância entre nós
Só me resta uma dúvida
Será que levastes minha vida na tua ou a deixastes cair quando largastes a minha mão?

terça-feira, 21 de abril de 2009

Caro tempo:

Talvez nada tenha sido mudado, minha carência ainda necessite de reparo
Quem sabe eu não seja mais um espírito fraco com esperanças regadas por descrenças
A doce voz que me chama não tem sido calada pelos silenciosos desencontros
Que a tal paixão ainda necessite de flores para violar os pudores
Talvez a minha solidão não esteja lá quando eu devolver as ilusões sufocadas pelos fracassos
Espero que minhas lágrimas não tenham secado diante do absurdo
Que meu sorriso possa ser aceso nos dias de angústia
Talvez meu pessimismo seja infiel e me abandone a qualquer instante
Que a minha felicidade seja palpável
Só a minha não transponha o concreto, o real
Talvez seja apenas você, o tempo, meu grande problema,
Talvez seja você que brinca com minha felicidade com suas mãos desastrosas.


sábado, 18 de abril de 2009

Anjo sem asas


Agora sou anjo sem asas, cálido e áspero
Anjo tolo, voando baixo pra te olhar acabei aos poucos a me apaixonar
Intimo do céu e dos sonhos, por te fiz minha realidade parar
Guardando teus passos em qualquer lugar, nos teus olhos fui morar
Voo agora nos pensamentos enganados,tristes sem o imenso azul a me banhar
Sou pleno de medos, tenho os mais comuns defeitos, fruto do amor meio sem jeito
Só não tenho arrependimento, sou louco por teus beijos, são meus intimos desejos
Anjo seu, anjo sem tempo, anjo breve, sem talento, guardião sem armas, só alentos
Perco a plenitude dos ares, faço teus os meus horizontes, longe mas ao alcance
Asas e ventos, conquistarei minha liberdade não nos céus das dores, mas nos braços dos amores!

domingo, 12 de abril de 2009

Quixeramobim :::::::::: video humor

Poema


Eu Caminho riscando meus passos
Tropeço na pressa da vontadade

Sempre acalmando os olhos para não iludi-los
e o coração para não usá-lo.
Perfeição a minha disfarçada pelo meu erro de amar
Lágrimas secas afagadas por mãos tão macias
Estendidas sempre pelo amargo sentido da perca

Fortalecem ao passo curto da saudade as lembranças de uma paixão.

Observando o Tempo

Você vai gostar de ler :

Related Posts with Thumbnails
Ocorreu um erro neste gadget